Olá!!! E então, pensou? Espero que sim…

Normalmente, as pessoas pensam em atividade física ou porque querem melhorar o que não está ruim ou porque precisam recuperar o que perderam, ou seja, a saúde. Em ambos os casos, há que se ter em mente que atividade física é algo para vida toda, assim como escovar os dentes.

Você possui um corpo que foi feito para estar em movimento. Lembra dos homens das cavernas? Pois é: naquela época, era necessário suar muito para se manter vivo. Hoje, nossa vida moderna nos trouxe a comodidade da “segurança” e abundância alimentar. E, com ela, essa maravilhosa epidemia de obesidade e doenças crônico-degenerativas.

Quem nunca ouviu falar da famosa “gordura no fígado”? Todo mundo tem isso. Normal, não é?! Não, não é! O fígado é uma máquina de metabolização, incansável, regenerável, indolor e silenciosa. Estar com gordura infiltrada nele significa que existe excesso de gordura visceral. Não é necessário fazer ultrassonografia para ver isso, basta olhar para sua cintura.

Se você for homem e tiver uma circunferência abdominal maior que 102cm ou, se for mulher, maior que 88cm, seguramente, terá algum grau de esteatose hepática (nome científico da coisa).

So what? Bem, a esteatose acontece quando os nutrientes que você ingeriu estão muito acima das suas reais necessidades e passam a ser acumulados. Como se fosse uma poupança nutricional, sabe?! Acontece que essa poupança dificilmente será utilizada, uma vez que você não vive em áreas de escassez alimentar e muito menos pretende sair por ai correndo a maratona. Pelo contrário: você tende a comer (e beber) exatamente da mesma forma, senão progressivamente mais; e continuará usando o carro para se locomover e ficando horas sentado durante o trabalho, em frente à TV ou ao computador. Enquanto isso, seu fígado acumula gordura e inflama.

Eu poderia escrever toda a sequência de eventos que se segue, mas vou te poupar dessa chateação e chegar logo ao finalmente: faça alguma atividade física que gere uma perda de 1600 a 2285kcal/ semana. Qual? Aquela que te dê prazer, cara pálida! Sim! Prazer é importante! Prazer é recompensa! Nosso cérebro adora sentir prazer e aprende muito melhor com ele do que com a dor. Isso te lembra alguma coisa? Pois é: esqueça a frase “No pain, no gain”. Busque o prazer, a satisfação, aquela onda maravilhosa de serotonina e endorfina que se segue após os primeiros 20min de atividade física. Busque e mergulhe nisso. Seu fígado vai ficar super feliz, seu intestino também e eu idem. Só as farmácias ficarão um pouco chateadas… É bom que sobra mais dinheirinho para investir em comida de qualidade! #ficaadica

Por Dra. Kristiane Brant

Escreva seu comentário:

*

Seu e-mail não será divulgado

Logo_footer    
     © 2016 DH8 Cicuito Praia por TMS_Designer

Produzido por Thiago Magalhães